5 notícias que você deixou de ver por causa da crise no partido de Bolsonaro


5 notícias que você deixou de ver por causa da crise no partido de BolsonaroPresidente Bolsonaro está em meio à grave crise do PSL, mas noticiário continua...Ricardo Moraes / Reuters

Presidente Bolsonaro está em meio à grave crise do PSL, mas noticiário continua aquecido em outras áreas.

A semana que se inicia e a anterior estão por um noticiário político intenso. De brigas, confusões, desentendimentos e muito bate-boca via redes sociais, o meio predileto da nova geração de eleitos. É a crise no PSL do presidente Jair Bolsonaro que não está dando espaço para quase nada mais.

De olho no comando da legenda, que saiu da condição de nanico a um caixa milionário, o mandatário deixou compromissos nos últimos dias para interferir pessoalmente no dia a dia partidário. Sofreu derrotas, mas chega preparado para novas batalhas nesta segunda-feira (21).

A primeira cartada que está por vir é uma nova lista de deputados aliados para tentar retirar do deputado Delegado Waldir (GO) a liderança do PSL na Câmara. Bolsonaro já destituiu Joice Hasselmann do cargo de líder do governo e, por meio do filho Eduardo, a tornou uma potencial adversária ao longo do fim de semana. Os dois trocaram acusações e ofensas ao longo de todo o sábado pelo Twitter.

A tentativa é colocar Eduardo na cadeira de líder da Casa para evitar as retaliações do grupo do presidente do PSL, Luciano Bivar, a quem ficou do lado de Bolsonaro quando o racha teve início, há duas semanas. Isso porque o Delegado Waldir começou a tirar deputados de comissões e cargos de vice-líder na Câmara. Como líder, ele tem essa prerrogativa, que passaria ao filho 03 de Bolsonaro, se ele conseguir, desta vez, ocupar a vaga.

Acontece que do lado do grupo de Bivar também vem mais ofensiva. Entre esta segunda e terça-feira (22), parlamentares de São Paulo e Rio – entre federais e estaduais – se reúnem para decidir o futuro dos diretórios dos estados, hoje sob o comando, respectivamente, de Eduardo e Flávio Bolsonaro. A pedido do presidente, Luciano Bivar colocou os filhos à frente dos diretórios estaduais no início do ano, batendo de frente inclusive com aliados. Mas agora, em meio à crise, quando Jair Bolsonaro está atacando, o presidente do PSL quer contra-atacar.

Dito um pouco do que está por vir na crise do PSL, veja algumas coisas que ficaram pra trás e também acontecerão no resto do Brasil:

Candidatos aguardam abertura do portões para o primeiro dia de provas do EnemValter Campanato/Agência Brasil

Candidatos aguardam abertura do portões para o primeiro dia de provas do Enem 2018

O Enem está chegando

Os locais de realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) já estão disponíveis para consulta desde a última semana. É necessário acessar o cartão de confirmação com CPF e a senha cadastrada na inscrição na página do participante.

As provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro e abordarão assuntos da atualidade. Professores de escolas e cursinhos apostam em alguns, como meio ambiente, imigrantes, saúde e segurança pública.

Crianças são imunizadas na tenda de vacinação instalada na Quinta da Boa Vista para a campanha contra...Fernando Frazão/Agência Brasil

Crianças são imunizadas na tenda de vacinação instalada na Quinta da Boa Vista para a campanha contra a poliomielite e o sarampo, prorrogada até o dia 22/09 no estado do Rio de Janeiro.

Campanha de vacinação contra sarampo vai até 25 de outubro

Até sexta-feira (25), o Ministério da Saúde promove mais uma campanha de vacinação contra o sarampo para crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos que ainda não tomaram as duas doses da vacina.

O sarampo é uma doença infecciosa grave que era considerada virtualmente erradicada, mas voltou a ser uma preocupação desde que se parou de se dar atenção às vacinas. Só neste ano foram confirmados 6.640 casos no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde — que destaca que vacinar é a forma de prevenir o vírus.

Adultos que não atualizaram a caderneta de vacinação também poderão se vacinar nos postos de saúde a partir de 18 de novembro.

5 notícias que você deixou de ver por causa da crise no partido de

Governo não respondeu à ONU sobre pai de presidente da OAB

Após ironizar a morte de um desaparecido político da época da ditadura militar, o pai do presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, em julho, Jair Bolsonaro tem ignorado a ONU (Organização das Nações Unidas), que pediu dele uma resposta sobre sua fala. A informação é do jornalista Jamil Chade, no UOL.

Na ocasião, o mandatário afirmou que Felipe não iria “querer ouvir a verdade” sobre o desaparecimento de seu pai. Fernando Santa Cruz sumiu enquanto estava sob custódia das Forças Armadas, em 1974, conforme aponta relatório da Comissão da Verdade. Felipe disse ao HuffPost que não só quer a verdade, como perdoaria Bolsonaro.

De acordo com UOL, a ONU alerta que ”qualquer pessoa que obstrua as investigações ou retenha tais informações pode ser responsabilizada pela continuação do cometimento de um desaparecimento forçado”

À reportagem, o Itamaraty respondeu: “O Ministério das Relações Exteriores está, no presente momento, em processo de receber e consolidar contribuições dos ministérios envolvidos para o envio da resposta aos relatores da ONU.”

Em abril do ano passado, Lula chega à sede da Polícia Federal emRicardo Moraes / Reuters

Em abril do ano passado, Lula chega à sede da Polícia Federal em Curitiba.

Ex-presidente Lula pede que Justiça negue regime semiaberto

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu à Justiça Federal para não haver mudança no regime de cumprimento de pena do petista. O MPF (Ministério Público Federal) solicitou, em 27 de setembro, a ida do ex-presidente para o semiaberto. A manifestação da defesa foi protocolada às 18h48 desta sexta-feira (18), último dia do prazo.

Na petição, há o pedido para que seja cumprida decisão liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que dá ao ex-presidente o direito de permanecer em sala reservada na Polícia Federal (PF), em Curitiba, até julgamento de pedido de suspeição do ex-juiz Sergio Moro. Também há no STF um pedido de suspeição dos procuradores da Lava Jato.

Lula escreveu uma carta, assim que saiu a manifestação do MP sobre a progressão de regime, em que diz não aceitar cumprir pena no semiaberto e completou que não troca “dignidade” por “liberdade”.

Há, contudo, quem aposte que o julgamento do STF, que pode terminar de avaliar ainda esta semana três Ações Diretas de Constitucionalidade (ADCs) sobre prisão em segunda instância, esbarra no caso do ex-presidente e ele pode vir a ser solto.

Depois do desfile da Mangueira homenageando Marielle ser campeão em 2019, o próximo Carnaval...Amanda Perobelli / Reuters

Depois do desfile da Mangueira homenageando Marielle ser campeão em 2019, o próximo Carnaval será tomado por questões políticas.

Escolas de samba levarão enredo politizado à avenida em 2020

Críticas a prefeitos, governadores e presidentes, à seguranças pública, à educação, à intolerância religiosa, à corrupção. A passarela do samba no Rio de Janeiro terá de tudo um pouco no carnaval do ano que vem. É o que conta reportagem de O Globo, segundo a qual, das 13 agremiações, pelo menos oito levarão a política para a avenida.

A Mangueira vai falar em “Messias de arma na mão”. A Portela cantará: ”índio pede paz mas é de guerra/nossa aldeia é sem partido ou facção/não tem bispo nem se curva a capitão.”

A São Clemente, por sua vez, fará uma referência às denúncias contra o partido de Jair Bolsonaro: “Tem laranja!/na minha mão uma é três e três é dez!”. Na Grande Rio o tema é intolerância religiosa.

Ver Post Original

Nenhum Comentário

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *